Início    Copas do Mundo    Alfabetos    Bibliotecas    Museus    Teatros    Biomas    Mapas    Contato   Radio

Região Centro-Oeste       Região Nordeste       Região Norte      Região Sudeste       Região Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copa do Mundo de 2006 na Alemanha

Compartilhar

 

Pôster, Mascote e Logomarca da Copa do Mundo de Futebol de 2006 na Alemanha.

Copa do Mundo de 2006 na Alemanha

      O slogan: "Tempo de fazer amigos - Diga não ao racismo."

Após 24 anos a Itália conquista mais um título mundial. A seleção italiana chegou ao tetracampeonato da Copa do Mundo ao vencer a França nos pênaltis por 5 a 3. A final com a França de Zidane também foi dramática. Depois de sofrerem um pênalti nos primeiros minutos os italianos empataram o jogo e ganharam nos pênaltis por 5 a 3. A Itália é tetracampeã mundial e pode empatar com o Brasil já em 2010 na próxima Copa do Mundo na África do Sul.

Depois de 32 anos a Copa voltou à Alemanha. Em 1974 a décima Copa do Mundo de Futebol foi realizada na Alemanha Ocidental. Em 2006, apenas Leipzig faz parte da antiga Alemanha Oriental. A participação de oito seleções estreantes é um reflexo das mudanças geopolíticas e do aumento de participantes. Desde a Copa de 1998 são 32 seleções na fase final da Copa do Mundo.

Seleções participantes: 32

Seleções estreantes: 8 (25%) - Angola, Costa do Marfim, Gana, República Tcheca, Sérvia e Montenegro, Togo, Trinidad e Tobago, Ucrânia.

Brasil na Copa do Mundo de 2006

Delegação Brasileira; Dida, Cafu, Lúcio, Juan, Emerson, Roberto Carlos, Adriano, Kaká, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Zé Roberto, Rogério Ceni, Cicinho, Luisão, Cris, Gilberto, Gilberto Silva, Mineiro, Juninho Pernambucano, Ricardinho, Fred, Julio César, Robinho, Técnico - Carlos Alberto Gomes Parreira.

O circo brasileiro está armado em Weggis. Axé, pagode, mulatas e caipirinhas tomaram conta de Weggis, tudo que habita o imaginário dos suíços em relação ao Brasil. A cidade suíça se vestiu de verde e amarelo para recepcionar a Seleção Brasileira, pentacampeã.

Brasil fez seu papel na estréia da Copa do Mundo, bateu recorde e venceu a Croácia, por 1 a 0, em Berlim. Como ocorreu em 2002, a seleção brasileira enfrentou logo de cara o adversário mais difícil de sua chave ainda sem o melhor entrosamento e forma física. A seleção brasileira garantiu presença nas oitavas de final ao vencer a Austrália por 2 x 0. Diferente do que aconteceu contra a Croácia, o ataque brasileiro foi mais eficiente com melhor movimentação. O Japão foi o terceiro adversário do Brasil na Copa do Mundo de 2006 e foram goleados por 4 x1 resultado que classificou a seleção Brasileira em 1 lugar no grupo F. O Brasil venceu Gana por 3 x 0 e conseguiu a classificação para as quartas de final, porém, o time jogou mal.

A França derrotou o Brasil por 1 a 0 e jogou com Portugal nas semi-finais. Zidane comandou a equipe e deu um show de bola. O craque francês chamou a responsabilidade do jogo, dominou o meio de campo, ajudou seus companheiros na marcação e passes precisos. Foi dele o passe decisivo para Henry fuzilar e marcar o gol da vitória francesa aos 12 min do segundo tempo.

O Brasil jogou sem garra.  Os badalados "craques", como Ronaldo, Ronaldinho e Kaka, pouco ou nada fizeram. A derrota só não foi pior porque Dida fez defesas espetaculares. Juan e Lúcio também se destacaram positivamente na defesa.   

Campeão da Copa do Mundo de 2006

Pela segunda vez na história, a copa do mundo foi decidida em uma disputa por pênaltis. Nos pênaltis, a Itália venceu a França por 5 x 3 (1 x 1 no tempo regulamentar e prorrogação) e, após 24 anos, voltou a conquistar a Copa do Mundo, chegando ao tetracampeonato mundial (1934, 1938, 1982 e 2006).

A partida foi bastante disputada, os franceses não se intimidaram com a pancadaria e, apesar da alta média de idade da equipe, aplicaram uma correria pra cima da Itália. 

Logo aos 7 min, Malouda se infiltrou na área adversária e, na dividida com Materazzi, sofreu um pênalti duvidoso. Zidane cobrou a penalidade e converteu, 1 x 0 França.

A Itália empatou com Materazzi. Após cobrança de escanteio, o zagueiro italiano ganhou de Viera no alto e cabeceou para o fundo do gol.

Antes do fim do primeiro tempo, Toni, em lance idêntico ao do primeiro gol, mandou a bola no travessão.

Cannavaro, mais uma vez, comandou a zaga italiana em neutralizar o ataque francês.

O time da Itália, apesar de contar com um melhor banco de reservas e com uma média de idade inferior, parecia lento e se limitava a defender.

Já a França continuava com seu toque de bola, a espera de uma falha no sistema defensivo italiano. A insistência e a paciência do time francês quase deram resultado: Sagnol cruzou e Zidade, livre de marcação, cabeceou forte para o gol. Porém, Buffon fez a defesa do campeonato e impediu o gol do craque francês.  

O que poderia ter sido um despedia gloriosa, acabou sendo melancólica. Zidane agrediu Materazzi com uma cabeçada e foi expulso da final da Copa do Mundo.

Nos pênaltis, a Itália não errou, enquanto que pela França, Trezeguet mandou a bola no travessão. 

Grosso fechou a serie em 5 a 3 e garantiu o 4º título italiano em Copas do Mundo. Com gols de Materazzi, aos 26 min do primeiro tempo, e Inzaghi, aos 42 min do segundo tempo, a Itália venceu a República Tcheca por 2 a 0 e se classificou em 1º do Grupo E.

Com futebol coletivo, Itália vence Gana por 2 x 0. Itália espanta zebra e vence Austrália com pênalti polêmico.

Itália acaba com o sonho do título alemão ao vencer o time da Alemanha por 2 x 0 na prorrogação e está na final da Copa do Mundo. Além disso, a Itália manteve o tabu de não perder para a Alemanha em Copas do Mundo e impôs a primeira derrota à seleção alemã no Westfalionstadion.

Percebendo que o adversário estava em más condições físicas, o técnico  Lippi substituiu Camoranesi e Perrotta por Iaquinta e Del Piero. Com estas substituições, Lippi colocou o time no ataque e partiu para a definição do confronto. Faltando 1 min para o fim da partida, Grosso recebeu passe de Pirlo dentro da área, chutou cruzado e marcou um belo gol. 

A Alemanha foi para o desespero e a Itália, num rápido contra-ataque, definiu o placar com Del Piero.

O time italiano chega a sua sexta final de Copa do Mundo. De quebra, os italianos contam com sua super defesa, só um gol sofrido na Copa (contra de Zaccardo), para chegar ao tetracampeonato.

 

Classificação final da Copa da Alemanha de 2006:
Campeã:  
ITÁLIA

Vice-campeã: França

Terceiro lugar: Alemanha

Quarto lugar: Portugal

 

Equipes eliminadas nas quartas-de-final da Copa de 2006:

  5º lugar - Brasil

  6º lugar - Argentina

  7º lugar - Inglaterra

  8º lugar - Ucrânia

 

Equipes eliminadas nas oitavas-de-final da Copa de 2006:

  9º lugar - Espanha

10º lugar - Suíça

11º lugar - Holanda

12º lugar - Equador

13º lugar - Gana  

14º lugar -  Suécia

15º lugar -  México

16º lugar - Austrália

 

Equipes eliminadas na primeira fase da Copa de 2006:

17º lugar - Coréia do Sul

18º lugar - Paraguai

19º lugar - Costa do Marfim

20º lugar - República Tcheca

21º lugar - Polônia

22º lugar - Croácia

23º lugar - Angola

24º lugar - Tunísia

25º lugar - EUA

26º lugar - Irã

27º lugar - Trinidad e Tobago

28º lugar - Arábia Saudita

29º lugar - Japão

30º lugar - Togo

31º lugar - Costa Rica

32º lugar - Sérvia e Montenegro

 

Tabela e jogos da Copa do Mundo

Jogos do Grupo A:
Munique - 
 Alemanha 4 x 2 Costa Rica 
Gelsenkirchen - 
 Polônia 0 x 2 Equador 
Dortmund - 
Alemanha 1 x 0 Polônia 
Hamburgo - 
Equador 3 x 0 Costa Rica 
Berlim - 
Equador 0 x 3 Alemanha 
Hanover - 
 Costa Rica 1 x 2 Polônia

 

Jogos do Grupo B:
Frankfurt - Inglaterra 1 x 0 Paraguai 
Dortmund
 - Trinidad e Tobago 0 x 0 Suécia 
Nuremberg - 
Inglaterra 2 x 0 
Trinidad e Tobago 
Berlim - Suécia 1 x 0 Paraguai 
Colônia - 
Suécia 2 x 2 Inglaterra 
Kaiserslautern - 
Paraguai 2 x 0 
Trinidad e Tobago 

 

Jogos do Grupo C:
Hamburgo - Argentina 2 x 1 Costa do Marfim 
Leipzig
 - Sérvia e Montenegro 0 x 1 Holanda 
Gelsenkirchen - 
Argentina 6 x 0 
Sérvia e Montenegro 
Stuttgart - Holanda 2 x 1 Costa do Marfim 
Frankfurt - Holanda 0 x 0 Argentina 
Munique
 - Costa do Marfim 3 x 2 Sérvia e Montenegro 

 

Jogos do Grupo D:
Nuremberg - México 3 x 1 Irã 
Colônia
 - Angola 0 x 1 Portugal 
Hanover - 
México 0 x 0 
Angola 
Frankfurt - Portugal 2 x 0 Irã 
Gelsenkirchen - 
Portugal 2 x 1 México 
Leipzig - 
Irã 1 x 1
 Angola 

 

Jogos do Grupo E:
Gelsenkirchen - Estados Unidos 0 x 3 República Tcheca 
Hanover - Itália 2 x 0 Gana 
Colônia
 - República Tcheca 0 x 2 Gana 
Kaiserslautern - Itália 1 x 1 Estados Unidos 
Hamburgo
 - República Tcheca 0 x 2 Itália 
Nuremberg
 - Gana 2 x 1 Estados Unidos

 

Jogos do Grupo F:

Kaiserslautern - Austrália 3 x 1 Japão 
Berlim -  
Brasil 1 x 0 Croácia 
Nuremberg - 
Japão 0 x 0 Croácia 
Munique -  
Brasil 2 x 0 
Austrália 
Dortmund - Japão 1 x 4 Brasil 
Stuttgart - 
Croácia 2 x 2 
Austrália 

 

Jogos do Grupo G:
Frankfurt - Coréia do Sul 2 x 1 Togo 
Stuttgart - França 0 x 0 Suíça 
Leipzig - 
França 1 x 1 Coréia do Sul 
Dortmund
 - Togo 0 x 2 Suíça 
Colônia
 - Togo 0 x 2 França 
Hanover - 
Suíça 2 x 0 
Coréia do Sul

 

Jogos do Grupo H:
Leipzig - Espanha 4 x 0 Ucrânia 
Munique - Tunísia 2 x 2 Arábia Saudita 
Hamburgo - 
 Arábia Saudita 0 x 4 
Ucrânia 
Stuttgart - Espanha 3 x 1 Tunísia 
Kaiserslautern - 
 Arábia Saudita 0 x 1 Espanha 
Berlim
 - Ucrânia 1 x 0 Tunísia

 

Oitavas-de-final
Munique - Alemanha 2 x 0 Suécia 
Leipzig - 
Argentina 2 x 1 México 
Kaiserslautern - 
Itália 1 x 0 
Austrália  
Colônia - Suíça 0 (0) x 0 (3) Ucrânia 
Stuttgart - Inglaterra 1 x 0 Equador 
Nuremberg - 
Portugal 1 x 0 Holanda 
Dortmund -  
Brasil 3 x 0 
Gana 
Hanover - Espanha 1 x 3 França

 

Quartas-de-final
Berlim - Alemanha 1 (4) x 1 (2) Argentina 
Hamburgo - Itália 3 x 0 
Ucrânia 
Gelsenkirchen - Inglaterra 0 (1) x 0 (3) Portugal 
Frankfurt -  Brasil 0 x 1 
França

Semifinais
Dortmund -  Alemanha 0 x 2 Itália 
Munique -  Portugal 0 x 1 França

 

Disputa do terceiro lugar
Jogo 63 - 08.07.06 - 16:00 - 
Stuttgart - Alemanha 3 x 1 Portugal

 

Final - Jogo 64 - 09.07.06 - 15:00 - Berlim - Itália 1 (5) x 1 (3) França

 

Participantes das eliminatórias da Copa do Mundo de 2006: 198 seleções
Classificado automaticamente: Alemanha (país-sede)
Sede: 
Alemanha 
Campeão: 
ITÁLIA

Jogos: 64
Gols: 147 
Média de gols: 2,30 
Público: 3.353.655 
Média de público: 52.401 
Artilheiro (Chuteira de Ouro): Miroslav Klose (Alemanha) - 5 gols
Chuteira de Prata: Hernán Crespo (Argentina) | Chuteira de Bronze: Ronaldo (Brasil)
Melhor jogador: Zinedine Zidane (França)
Prêmio Yashin de Melhor Goleiro: Gianluigi Buffon (Itália)
Prêmio de melhor jogador jovem: Lukas Podolski (Alemanha) 
Prêmio de Fair-play: Brasil e Espanha
Prêmio seleção mais empolgante: Portugal

Seleção da Copa do Mundo de 2006:
Goleiros: Gianluigi Buffon (Itália), Jens Lehmann (Alemanha) e Ricardo (Portugal)
Zagueiros: Roberto Ayala (Argentina), John Terry (Inglaterra), Lilian Thuram (França), Philipp Lahm (Alemanha), Fabio Cannavaro e Gianluca Zambrotta (Itália) e Ricardo Carvalho (Portugal)
Meias: Zé Roberto (Brasil), Patrick Vieira e Zinedine Zidane (França), Michael Ballack (Alemanha), Andrea Pirlo e Gennaro Gattuso (Itália), Luís Figo e Maniche (Portugal)
Atacantes: Hernan Crespo (Argentina), Thierry Henry (França), Miroslav Klose (Alemanha), Francesco Totti e Luca Toni (Itália)

 

Curiosidades da Copa do Mundo

Ausências da Copa da Alemanha de 2006
Não se classificaram as tradicionais seleções do Uruguai (bicampeão mundial), Grécia (Campeã da Eurocopa de 2004), Turquia (3º lugar em 2002), África do Sul (Sede de 2010), Dinamarca, Bélgica, Rússia, Senegal, Camarões e Nigéria.

Foi a terceira vez que a França elimina o Brasil em Copas do Mundo (86, 98 e 2006).

Este é o primeiro Mundial em que o atual campeão teve de disputar as eliminatórias. Até 2002 o campeão da última Copa do Mundo tinha sua vaga garantida.

 

 

 

 

Copas do Mundo de Futebol

1930 - 1934 - 1938 - 1950 - 1954 - 1958 - 1962 - 1966 - 1970 - 1974 - 1978 - 1982 - 1986 - 1990 - 1994 - 1998 - 2002 - 2006 - 2010 - 2014 - uniformes usados pela seleção brasileira.

 

 

 

 

 

 

 

 

APRF.Turismo Contato - Mapa Site
Copyright © 2001. Todos os direitos reservados.
Revisado em: 15/12/14.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

 

 

Propaganda L3